Luís Afonso (Aljustrel, 1965), mestre celebrado do comentário humorístico do nosso quotidiano político e desportivo, nas páginas de inúmeros jornais, mantém paixão de infância pelos carros, de corrida e dos capazes de palmilhar todo o terreno e revelou-se, há tempos, contista de largo espectro.